Nos bastidores do Natal

O OUTRO LADO DO NATAL

* O texto bíblico do Apocalipse (12:1-5, 7-8, 17), a seguir transcrito, mostra-nos um outro lado, porém invisível, da história do Natal. Apesar de ser um texto com algumas partes sujeitas a interpretações controversas, ele inquestionavelmente aborda uma terrível batalha celestial por causa do nascimento de Jesus:

 “E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça. E estando grávida, gritava com as dores do parto, sofrendo tormentos para dar à luz. Viu-se também outro sinal no céu: eis um grande dragão vermelho que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas; a sua cauda levava após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que estava para dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe devorasse o filho. E deu à luz um filho, um varão que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam, mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu. E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra aos demais filhos dela, os que guardam os mandamentos de Deus, e mantêm o testemunho de Jesus.”

* O nascimento de Cristo foi um acto de guerra, uma invasão. O amor contra o ódio. A vida contra a morte. O céu contra o inferno. Imediatamente após o nascimento do Salvador, o inimigo tentou matar o bebé, conforme descrito em Mateus 2:13. De facto, ao analisarmos a Bíblia, verificamos que toda a vida de Jesus foi marcada por batalha e confrontação. E quando Ele voltar, no final dos tempos, estará montado num cavalo branco, vestido de um manto salpicado de sangue, armado para a batalha, sendo certa a vitória final (Apocalipse 19:11-15).

* Este lado bélico e invisível do nascimento (e da vida) de Jesus é pouco explorado nos discursos do Natal, mas leva-nos naturalmente à dedução de que não vemos e por vezes não compreendemos tudo o que acontece ao nosso redor. A vida é mais complexa do que a nossa realidade visível. Podemos eventualmente negar, ignorar ou desprezar, mas a verdade é que sempre houve uma guerra na esfera espiritual para conquistar o nosso coração!

* Portanto, para além das habituais comemorações nesta época de Natal, sugerimos que o leitor possa reflectir um pouco mais sobre as realidades espirituais que nos cercam e influenciam, e verificar como o seu coração tem reagido. Nesta disputa invisível, temos de proteger a nossa vida. E o melhor escudo é a rendição completa e exclusiva Àquele que nos amou e nos resgatou por um preço muito elevado – o seu próprio sangue vertido na cruz. Somente esta decisão de entrega pessoal a Jesus possibilita a cada um ter um Natal verdadeiramente Feliz. Que assim seja! AR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: