Páscoa

Sexta-Feira Santa
Madeira cruzada no horizonte,
Onde sangue foi derramado e inocência esquartejada,
É o reflexo quotidiano de dor e mágoa
De crentes que choram por Ele.

As lágrimas pesam demais
E  o coração foge da paz.
Vermelha-se o espírito contrito.
Flutua-se num rio carente.

O Espaço
Vuuuhhhhh-vuuhhhhh… (flui a brisa primogénita)

Ressurreição
Movera-se a pedra.
Encontra-se nada.
Nada disse tudo.

O reencontro com o Pai originou lágrimas de felicidade.
O banquete respirava amor.
Havia vida onde não parece haver.

Josué Rogério

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: